FECHAR
FECHAR
11 de maio de 2015
Voltar
Compactos & Ferramentas

Eficiência e segurança em medições

Cada vez mais comuns no mercado brasileiro, os multímetros digitais são utilizados para medições da intensidade de grandezas elétricas, seja em volts, ohms ou ampères
Por Melina Fogaça

Especialmente quando há necessidade de se testar componentes, o multímetro digital é o recurso mais indicado para realizar medições elétricas. Afinal, esses aparelhos reúnem a precisão e segurança indispensáveis a este tipo de operação nas instalações.

Isso sem falar na versatilidade. Afinal, o multímetro digital geralmente combina dispositivos como amperímetros, voltímetros (com dois medidores de tensão contínua e tensão alternada), ohmímetros e testadores de sinal. Inclusive, segundo Caio Tappiz, engenheiro de vendas técnicas da Fluke do Brasil, a palavra multímetro é derivada do inglês “multimeter” ou “multitester”, que em tradução literal significa multimedidor.

“Como o próprio nome diz, se trata de um medidor de diversas grandezas elétricas, como tensão (V), corrente (A), capacitância (F) e outras”, explica. “Em suma, o maior beneficio é  que essa ferramenta consegue medir praticamente todas as grandezas elétricas que um profissional precise trabalhar em campo.”

O amperímetro (A) é utilizado para fazer medições de correntes elétricas, ligado sempre em série com o que será testado. Já o voltímetro (V) é aplicado para realizar medições de tensão elétrica, enquanto o ohmímetro (Ω) é utilizado para fazer medição de resistência elétrica, sendo que o que for medido deve estar desligado de qualquer fonte de energia.

Além dessas três grandezas de medidas, podem ainda ser utilizados o testador de sinal, diodos (semelhantes a interruptores eletrônicos) e transistores, aplicados para fazer testes em LED’s, transistores e trilhas para placas, por exemplo.

Com tantos recursos disponíveis, os multímetros evidentemente são indicados para quase todos os tipos de serviços na parte elétrica das instalações. E sua demanda não é alta apenas em instalações prediais e canteiros. De fato, dentre suas aplicações mais frequentes incluem-se assistências técnicas, laboratórios de calibração, equipes de manutenção, prestadores de serviço e indústria.

PRECISÃO

No mercado brasileiro são oferecidos diversos tipos de multímetros, cuja escolha apropriada depende exclusivamente da aplicação. A maioria dos equipamentos utilizados pelo mercado é composta por equipamentos de precisão de 3.5 e 4.5 dígitos, mas existem outros modelos que expandem as possibilidades de medição em alta resolução, como explica Tappiz. “A Fluke tem em seu portfólio multímetros de 5.5 e 6.5 dígitos, porém há ainda equipamentos com precisão de até 8.5 dígitos, que são utilizados em locais em que o operador necessita de maior precisão no resultado”, comenta.