10 de janeiro de 2018 - 19h41

Termomecanica inicia 2018 com novas linhas de fundição em operação

Os investimentos da ordem de R$ 20 milhões foram destinados à aquisição dos fornos e infraestrutura de instalação

Fonte: Assessoria de Imprensa

Com investimentos de R$ 20 milhões na aquisição de novos fornos, a empresa aumenta em 8% sua capacidade produtiva e amplia a oferta de produtos de valor agregado, como as ligas especiais consumidas principalmente pelo mercado externo.

Para atender ao mercado internacional, especialmente no que diz respeito às ligas especiais, a Termomecanica inicia o ano com duas novas linhas de fundição contínua em pleno funcionamento.

Instaladas na unidade I, em São Bernardo do Campo, SP, permitirão elevar a capacidade produtiva da unidade para até 190 mil toneladas por ano.

Os investimentos da ordem de R$ 20 milhões foram destinados à aquisição dos fornos e infraestrutura de instalação.

"Acreditamos na importância de seguir inovando para ampliar as oportunidades e ofertar produtos de valor agregado para os nossos clientes. Dentro deste contexto, são cruciais os investimentos, sobretudo, em tecnologia que proporcionam adequação dos custos, melhoria contínua da qualidade e das condições de trabalho", explica Luiz Henrique Caveagna, diretor de operações industriais da Termomecanica.

As exportações têm conquistado representatividade nos negócios da empresa ao longo dos últimos anos, e o mercado americano é hoje um grande consumidor das ligas especiais, cuja fabricação poderá ser impulsionada por esses investimentos.

O índice tem evoluído acima de dois dígitos anualmente: em 2016, o volume vendido para o mercado externo foi 13% superior ao de 2015 e, em 2017, cujo resultado ainda não foi contabilizado, o crescimento deve ficar em torno de 20%.

Uma dessas linhas de fundição foca na produção de ligas de latão binário, compostas de Cobre e Zinco, com aplicações que vão desde terminais elétricos para o segmento automotivo, passando por peças que sofrerão repuxos e estampagem mais leves, até processos mais exigentes que necessitam de deformações severas.

Já a segunda linha de fornos é dedicada às ligas especiais de Bronze com Fósforo e latão com Chumbo, que são altamente aplicáveis na fabricação de terminais que necessitam de resistência a movimentos repetitivos. Além disso, a nova estrutura também beneficiará a produção de chapas e tiras laminadas.

HOME | QUEM SOMOS | ASSOCIADOS | FALE CONOSCO | MEU CADASTRO