FECHAR
FECHAR
18 de abril de 2016
Voltar
Implementos

Versatilidade para equipamentos pesados

Implementos hidráulicos transformam equipamentos pesados de escavação e carregamento em soluções de britagem, peneiramento, perfuração e até içamento

A correta utilização de implementos hidráulicos em equipamentos de escavação e carregamento pode transformá-los em soluções de britagens, peneiramento, perfuração e içamento. Neste rol, incluem-se implementos como rompedores hidráulicos, caçambas processadoras, caçambas britadoras, braços de perfuração e braço telescópico para içamento de carga.

Espécie de martelos de percussão instalados em escavadeiras, os rompedores hidráulicos têm uma energia de impacto de 10 mil joules, o que representa 100 vezes a operação manual. “Isso significa algo como 1 tonelada caindo de uma altura de 1 metro”, diz Didier Benedito, gerente comercial da Montabert para a América Latina.

Geralmente, os rompedores hidráulicos são indicados para aplicações em terraplanagem, extração de rochas, fundações, demolição, obras subaquáticas e outras.

A seleção do produto é feita pela relação peso x vazão de óleo, na base de 7% do peso da máquina. Desse modo, uma escavadeira portadora de 20 t pode receber um rompedor de 1.450 kg, com vazão de 120 a 170 l/m. Em uma rocha de dureza média, pode-se utilizar um rompedor hidráulico de 5,5 t em uma escavadeira de 30 a 35 t, por exemplo, obtendo-se uma produtividade de 500 a 800 m3/dia. “Um dos cuidados com este implemento é que ele não pode ser utilizado como ‘ripper’, ou seja, para puxar a rocha enquanto quebra”, enfatiza Benedito. “Além disso, também é indicado evitar bater no vazio.”

ALCANCE

Em relação aos braços de perfuração, a principal vantagem é o maior alcance da aplicação. “Atuando como martelos de alta potência, os implementos podem ser utilizados em escavadeiras de 5 a 45 t, realizando furos com diâmetros variáveis até 4,5 polegadas, em profundidades de até 29 m”, explica Ricardo Binembaum, diretor da Caimex.

Outra solução cada vez mais comum é a caçamba britadora, que pode ser utilizada em carregamento, escavação, britagem e peneiramento. Como britadora, a aplicação oferece produtividade de até 300 t/h. “Este implemento transforma a pá ou escavadeira em um britador móvel”, afirma Binembaum, explicando que o produto final obtido pode variar de 50 a 150 mm, dependendo do desenho dos tambores. Por fim, o especialista destaca o uso de caçambas de mandíbulas, ainda pouco utilizadas no país, mas que representam uma alternativa viável em locais que não podem receber britadores de grande porte. Com modelos de 10 a 35 t, as caçambas de mandíbulas obtêm produtividade de até 100 t/h. “A melhor cubicidade obtida no produto final agrega valor ao material”, finaliza.