06 de dezembro de 2017 - 08h54

Linden Comansa participa da construção da maior usina hidrelétrica da Colômbia

Quando entrar em operação, a Ituango gerará 2,4 mil MW de energia, quase o dobro do que é capaz de gerar a maior hidrelétrica hoje existente na Colômbia

Fonte: Assessoria de Imprensa

Três guindastes de torre Linden Comansa participam na construção do projeto hidroelétrico Ituango, considerada a maior usina do tipo em construção atualmente na Colômbia.

Quando começar a operar, no final do ano que vem, Ituango gerará 2,4 mil MW de energia, quase o dobro do que é capaz de gerar a maior hidrelétrica hoje existente na Colômbia, Central San Carlos, que tem capacidade de geração de 1,24 mil MW.

O consórcio CCC Ituango, formado pelas construtoras colombianas Conconcreto e Coninsa Ramón H, além da Camargo Corrêa, constrói a usina para a EPM (Empresas Públicas de Medelín).

A represa terá mais de 70 km de comprimento. Em uma das laterais da represa atualmente em construção, que se elevarão a uma altura de 225 metros, trabalham três guindastes da marca espanhola.

Duas delas, modelos 21LC450 e 16LC185, colaboram na construção de um vertedouro com um fluxo controlado de 22.600 m3 de água por segundo.

Ambos os modelos estão montados com alcance de 60 metros e sobre base em cruz com translação, a fim de que possam se deslocar sobre vigas instaladas no solo.

Capacidade

A 21LC450 tem capacidade máxima de 20 toneladas e trabalha com altura sob gancho de 54,6 metros, enquanto a 16LC185 carrega até 8 toneladas de peso e está montada com 59,5 metros.

O terceiro equipamento LInden Comansa, uma 11LC160 com capacidade de carga de 8 toneladas, já participou de três pontos diferentes do projeto.

Em todos os pontos, foi montada com altura sob gancho de 40 metros, e tal como as demais com vigas de corrimento no chão para deslocamento rápido.

HOME | QUEM SOMOS | ASSOCIADOS | FALE CONOSCO | MEU CADASTRO