FECHAR
22 de outubro de 2019
Voltar

GRUPOS GERADORES

Himoinsa fornece back-up de energia para aeroporto na Argélia

Os grupos geradores utilizados na operação incluem os modelos HTW-1030 T5, HTW-2030 T5, HTW-1030 T5 e HTW-670 T5, todos equipados com motores Mitsubishi trabalhando a 400V/50Hz
Fonte: Assessoria de Imprensa

Fornecidos pela distribuidora SARL Globale, os grupos geradores fornecem 6.3 MW de energia emergencial para mais de 400 mil m2 do Aeroporto Internacional Houari Boumediene, que é composto por três terminais, além de uma estrutura adicional chamada de Château d’Eau, para evitar qualquer interrupção na operação do complexo.

Inaugurado em 1924, o aeroporto é o maior e mais central da capital do país, Argel. O hub oferece conexões para os mais importantes destinos do mundo e sua localização privilegiada, na orla do Mar Mediterrâneo, o torna um dos portões de entrada para o continente africano.

O aeroporto recebe mais de 7,5 milhões de passageiros todos os anos, com mais de uma centena de voos operados diariamente. Como resultado, a estrutura requer um fornecimento constante de energia, de modo a manter-se em funcionamento sem falhas.

“As instalações operam em ritmo 24/7 e, por isso, requerem soluções adaptadas a cada espaço, de modo a garantir a continuidade do todos os serviços em caso de pane elétrica”, descreve a empresa.

O time de engenharia da Himoinsa projetou então uma solução para adaptar os grupos geradores às configurações técnicas específicas de cada terminal. Assim, os equipamentos s&ati...


Fornecidos pela distribuidora SARL Globale, os grupos geradores fornecem 6.3 MW de energia emergencial para mais de 400 mil m2 do Aeroporto Internacional Houari Boumediene, que é composto por três terminais, além de uma estrutura adicional chamada de Château d’Eau, para evitar qualquer interrupção na operação do complexo.

Inaugurado em 1924, o aeroporto é o maior e mais central da capital do país, Argel. O hub oferece conexões para os mais importantes destinos do mundo e sua localização privilegiada, na orla do Mar Mediterrâneo, o torna um dos portões de entrada para o continente africano.

O aeroporto recebe mais de 7,5 milhões de passageiros todos os anos, com mais de uma centena de voos operados diariamente. Como resultado, a estrutura requer um fornecimento constante de energia, de modo a manter-se em funcionamento sem falhas.

“As instalações operam em ritmo 24/7 e, por isso, requerem soluções adaptadas a cada espaço, de modo a garantir a continuidade do todos os serviços em caso de pane elétrica”, descreve a empresa.

O time de engenharia da Himoinsa projetou então uma solução para adaptar os grupos geradores às configurações técnicas específicas de cada terminal. Assim, os equipamentos são configurados para atuar em paralelo, mas também são capazes de operar individualmente ou em paralelo com outros geradores, oferecendo a energia requerida pelo sistema em cada área na eventualidade de picos de demanda.

Para lidar com esses momentos de pico, aliás, o sistema também possui uma configuração especial que lhe permite continuar em operação de forma autônoma, mesmo em caso de falha do sistema central de controle da unidade, assegurando assim a operação contínua.

Dadas as condições climáticas da região onde se encontra o aeroporto, os geradores foram projetados para trabalhar a temperaturas superiores a 50oC. “O revestimento especial dos contêineres – que ademais reduzem a emissão de ruídos – é preparado para enfrentar as mais extremas condições climáticas de calor, assim como a poeira”, descreve a fabricante.

Mais notícias sobre esse tema