FECHAR
FECHAR
01 de outubro de 2019
Voltar

TENDÊNCIAS

Cooperativismo facilita acesso à alta tecnologia por pequenos produtores

Para os agricultores de menor porte, o acesso a novas tecnologias muitas vezes torna-se mais restrito, por isso, para reverter este cenário, uma das soluções mais eficientes e que vem ganhando força no campo é o cooperativismo
Fonte: RuralPress

As tecnologias são importantes aliadas para se produzir com a máxima eficiência. Os grandes produtores, que são a ponta da pirâmide, já dispõem e fazem uso delas, e com isso, alguns deles, inclusive, já colhem até três safras por ano.

Mas, para os agricultores de menor porte, o acesso a essas tecnologias muitas vezes torna-se mais restrito.

Para reverter este cenário, uma das soluções mais eficientes e que vem ganhando força no campo é o cooperativismo.

A iniciativa oportuniza acesso aos agricultores familiares, além da otimização da compra de insumos, facilidade para a comercialização de produtos agrícolas, ampliação da capacidade de armazenagem e claro, as novas ferramentas disponíveis hoje no mercado em uma proporção que jamais conseguiriam sozinhos.

De acordo com o levantamento da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), atualmente há 1.618 cooperativas do ramo agropecuário no Brasil. São mais de 198 mil pessoas empregadas e mais de 1 milhão de produtores rurais associados que dispõem de soja, milho, café, trigo, carne, ovos, leite e outros.

Visando esse nicho de mercado, e a fim de levar suas tecnologias principalmente aos pequenos e médios produtores, é que a J.Assy, especialista no desenvolvimento de soluções tecnológicas para o agronegócio, amplia suas parcerias com as maiores cooperativas do Brasil.

Com a estratégia, a ideia é que esses agricultores sejam os primeiros a implementarem e difundirem as novas tecnologias.

Umas dessas parceiras é a Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano, mais conhecida como Comigo, de Rio Verde/GO. Focada no beneficiamento, industrialização e comercialização de produtos agropecuários, a cooperativa conta atualmente com 7,5 mil cooperados com faturamento no último ano de R$ 4,3 bilhões.

De acordo com Eurípedes Soares de Oliveira, gerente administrativo da Comigo, uma das maneiras mais eficientes da cooperativa levar aos seus produtores o que há de mais moderno de tecnologia é por meio de parcerias com empresas.