FECHAR
FECHAR
13 de agosto de 2019
Voltar

TENDÊNCIAS

Empresas Randon lançam programas de desenvolvimento focados em inovação

As iniciativas fazem parte do escopo do Instituto Hercílio Randon (IHR) e aliam desenvolvimento de equipes à busca por soluções mais ágeis
Fonte: Assessoria de Imprensa

As Empresas Randon lançaram na semana passada duas iniciativas dedicadas à inovação que envolvem desenvolvimento de equipes e busca por soluções mais ágeis.

Ambas fazem parte do escopo do Instituto Hercílio Randon (IHR), instituição mantida pelas Empresas Randon para apoiar suas unidades no fortalecimento da cultura de inovação.

A Randon Exo – que já teve outras duas edições em outro formato – será ampliada contemplando pela primeira vez profissionais de todas as nove unidades diretamente controladas pelas Empresas Randon, totalizando 15 pessoas. A

Segundo Daniel Ely (foto), diretor de planejamento e RH das Empresas Randon, a Randon Exo consiste em uma célula de inovação composta por funcionários de diferentes áreas e formações, que são deslocados de suas áreas e empresas de origem para buscar soluções conectadas a startups para demandas internas da Companhia.

“Ao mesmo tempo, contribui para o desenvolvimento dos envolvidos, qualificando-os para os atuais, e possivelmente futuros, desafios do mercado de trabalho. A expectativa é de que em até seis meses haja 15 novos projetos de inovação em andamento ou soluções compartilhadas para desafios comuns entre todas as unidades do grupo”, diz Ely.

O início desta fase do programa ocorreu no dia 6 de agosto.

Também ligado à inovação, no dia 8 de agosto foi lançado o Empreende Randon – Programa de Intraempreendedorismo, promovido em parceria com o Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação da Universidade de Caxias do Sul (UCS) – TecnoUCS.

Também serão envolvidos 15 funcionários das Empresas Randon de diferentes áreas de todas as unidades do conglomerado.

Neste programa, afirma o executivo, diferentemente do Randon Exo, os profissionais seguem atuando em suas áreas, porém dedicam parte do tempo para se qualificarem enquanto empreendedores, com foco em identificar problemas, validar hipóteses e prototipar soluções e serviços da empresa. A proposta é que desta forma, este grupo contribua para que a organização encontre ou crie soluções para desafios reais.