FECHAR
FECHAR
15 de fevereiro de 2021
Voltar

Volvo desenvolve estudos para produção de caminhões elétricos no Brasil

Fabricante avalia como preparar a fábrica de Curitiba para operar, inicialmente, com veículos a diesel e eletrificados
Fonte: O Estado de S.Paulo

O centro de desenvolvimento da Volvo em Curitiba (PR) desenvolve estudos para preparar a fábrica para a produção de caminhões e ônibus elétricos e ampliação de projetos de versões autônomas.

As pesquisas envolvem cadeia de fornecedores para peças que serão fabricadas localmente, aplicações alternativas e reciclagem das baterias após o uso nos veículos e também a preparação da linha de montagem do futuro que terá de ser flexível pois, inicialmente, a produção de veículos a diesel terá de conviver com a tecnologia elétrica.

"Estamos estudando todos esses aspectos, que começam com a competência, análise das alternativas, desenvolver os parceiros locais e fazer investimentos", afirma Wilson Lirmann, presidente da Volvo América Latina. Ele não informa datas, mas diz que "há cenários e planos e, em algum momento, nós teremos caminhões elétricos produzidos no Brasil".

O grupo já tem sete caminhões autônomos desenvolvidos no país e lançados em 2017 que estão operando no cultivo da cana de açúcar. No futuro essa tecnologia será ampliada para áreas de mineração.

Lá fora há modelos ope...


O centro de desenvolvimento da Volvo em Curitiba (PR) desenvolve estudos para preparar a fábrica para a produção de caminhões e ônibus elétricos e ampliação de projetos de versões autônomas.

As pesquisas envolvem cadeia de fornecedores para peças que serão fabricadas localmente, aplicações alternativas e reciclagem das baterias após o uso nos veículos e também a preparação da linha de montagem do futuro que terá de ser flexível pois, inicialmente, a produção de veículos a diesel terá de conviver com a tecnologia elétrica.

"Estamos estudando todos esses aspectos, que começam com a competência, análise das alternativas, desenvolver os parceiros locais e fazer investimentos", afirma Wilson Lirmann, presidente da Volvo América Latina. Ele não informa datas, mas diz que "há cenários e planos e, em algum momento, nós teremos caminhões elétricos produzidos no Brasil".

O grupo já tem sete caminhões autônomos desenvolvidos no país e lançados em 2017 que estão operando no cultivo da cana de açúcar. No futuro essa tecnologia será ampliada para áreas de mineração.

Lá fora há modelos operando nesse segmento, assim como em atividades específicas, como transporte de contêineres dentro de portos. "Globalmente a Volvo também trabalha no desenvolvimento de veículos a célula de combustível a hidrogênio."

Lirmann afirma que a marca também tem disponíveis modelos a gás, mas aguarda definições sobre infraestrutura de abastecimento e maior escala para avaliar a introdução do Brasil.

"Hoje nossos caminhões a diesel já são bastante econômicos em parte por causa dos sistemas de conectividade que ajudam o motorista, por exemplo, a dirigir de acordo com o terreno em que está rodando", diz o executivo. Na América Latina, segundo ele, já há mais de 80 mil veículos da marca conectados.

Os estudos para a mudança tecnológica de caminhões e ônibus estão incluídos no investimento de R$ 1 bilhão que o grupo anunciou no Brasil para o período de 2020 a 2023 e que inclui, também gastos com novos produtos, serviços e pesquisa e desenvolvimento. Um ônibus elétrico importado da Suécia será testado no Brasil nas próximas semanas, com adaptações para as estradas locais.

No Brasil, a Volkswagen Caminhões e Ônibus inicia em abril a produção em série de caminhões elétricos e a Fábrica Nacional de Mobilidade (FNM) já está produzindo modelos de pequeno porte em Caxias do Sul (RS). Ambas já receberam encomendas da Ambev.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159 - Fax (11) 3662-2192

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade