FECHAR
FECHAR
02 de abril de 2019
Voltar

SUSTENTABILIDADE

Tecnologias para a conservação e reúso de água são premiadas em evento promovido pela Fiesp/Ciesp

Metalúrgica Inca e Toyota vencem a 14ª edição do Prêmio Fiesp/Cieps de Conservação e Reúso de Água. Além do prêmio, foi realizado um workshop que contou com a participação de Afonso Mamede, presidente da Sobratema
Fonte: Da Redação/Assessoria de Imprensa

Visando reconhecer e homenagear as empresas que apresentam soluções inovadoras e boas práticas com o objetivo de fazer o uso eficiente da água, a Fiesp/Ciesp realiza a 14ª edição do Prêmio Fiesp/Ciesp de Conservação e Reúso de Água.

A ideia é reconhecer medidas efetivas na redução do consumo e que previnem desperdício desse bem, o que gera benefícios ambientais, econômicos e sociais. As empresas vencedoras foram premiadas no dia 27 de março.

“Por reconhecer o papel fundamental que a indústria desempenha na conservação da água, a Fiesp promove há 14 anos esse prêmio que tem como objetivo celebrar as boas inciativas nesse sentido”, comenta Nelson Pereira dos Reis, diretor do Departamento de Desenvolvimento Sustentável da Fiesp

As edições anteriores do evento totalizaram 291 projetos inscritos e mais de 200 empresas participantes, resultando em uma economia de 131 milhões de m3 de água por ano.

A grave crise hídrica que afetou diversas regiões do Brasil em 2014, e continua afetando regiões, enfatiza a necessidade de ações no âmbito local, estadual e federal para atender com segurança as demandas hídricas nas condições atuais e futuras.

“A importância desse prêmio consiste na contribuição que as empresas estão trazendo para avançarmos na questão da conservação e do reúso de água através de ações objetivas dentro das suas empresas”, afirma Ricardo Esper, diretor titular adjunto dos Departamentos de Desenvolvimento Sustentável da Fiesp e do Ciesp. “Esperamos que essas ações possam ser multiplicadas e disseminadas para todo o conjunto das empresas brasileiras”, diz.

Segundo Eduardo San Martin, presidente do Conselho Superior de Meio Ambiente da Fiesp, o prêmio traz motivação pelo exemplo.

“A motivação pelo exemplo é fundamental para que consigamos avançar nessa nossa proposta. Temos como missão tornar as empresas mais amigáveis ao meio ambiente e a sociedade como um todo”, complementa.

Ao longo desses 14 anos, as indústrias paulistas investiram aproximadamente R$ 880 milhões e economizaram mais de 130 milhões m3/ano ao implantar iniciativas de conservação e reúso de água, comenta Esper.

Em 2019, foram 29 projetos inscritos para concorrerem ao Prêmio. Empresas de todo Estado colocam em prática iniciativas de uso eficiente de água e promovem a conscientização dos seus funcionários, stakeholders e comunidade do entorno.