FECHAR
09 de julho de 2019
Voltar

TENDÊNCIAS

Startup revoluciona a relação entre universidades e empresas promovendo inovações no mercado

Criador do ArqXP, Gustavo Curcio idealiza iniciativa para conectar estudantes e empresas com dinamismo e praticidade
Fonte: Assessoria de Imprensa

Ao saírem dos bancos das Universidades, estudantes dos cursos de Engenharia, Arquitetura e Desenho Industrial muitas vezes saem perdidos quanto às possibilidades de ingresso na carreira e a empregabilidade.

Esse panorama é reforçado pela pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos para o Santander em 2018: entre os estudantes brasileiros ouvidos no estudo realizado em 19 países, a maior preocupação da comunidade universitária brasileira está relacionada ao ingresso no mercado de trabalho. Nesse contexto, 54% dos ouvidos apontam que o processo de inserção precisa ser melhorado.

Ciente desse panorama, o PhD em Arquitetura e Design Gustavo Curcio trouxe uma experiência e visão de mercado para lançar o ArqXP.

A startup nasce com o objetivo de revolucionar a relação entre universidades, futuros profissionais, profissionais e empresas.

“Nossa missão é promover o encontro entre empresários, coordenadores de grupos de pesquisas e alunos, para que os professores e alunos comecem a falar a linguagem da indústria e os empresários entendam a linguagem da universidade”, afirma.

O processo proposto pelo ArqXP funciona por meio da promoção do contato direto entre os alunos dessas áreas com as iniciativas mais brilhantes de inovação do mercado das empresas.

Por meio de debates, palestras, cursos, além de visitas técnicas em fábricas e obras, o ArqXP chama a atenção para as marcas e fomenta o interesse dos futuros funcionários.

“Cria-se uma ligação direta: o resultado é um ecossistema digital e presencial que faz das marcas top of mind na mente dos alunos antes mesmo ingressarem no mercado de trabalho”, conta o realizador do projeto.

Os números das profissões relacionadas ao universo da engenharia e arquitetura mostram a urgência de se criar iniciativas mais eficientes.

Em 2020, segundo dados do Departamento de Política Científica e Tecnológica da Unicamp, 148 mil engenheiros entrarão no mercado. Entre 2012 e 2016, a quantidade de arquitetos aumentou 36% no Brasil, de acordo com informações do Anuário de Arquitetura e Urbanismo do CAU BR, de 2017.