31 de janeiro de 2018

Corporativo #

SEM lança no Brasil sua nova família de carregadeiras

Projetada pela Caterpillar, a nova série da marca inclui os modelos SEM618D e SEM636D, que trazem novos motores e prometem maior robustez
Fonte: Assessoria de imprensa/DCI

Com capacidade de carga de 1,8 t, a pá carregadeira de rodas SEM618D é equipada com motor YTO Tier III de 84 hp, sendo a mais recente evolução da categoria de 1,8 t. A caçamba Performance Series promete 10% a mais de capacidade de carga a cada carregamento, com fator de enchimento de 110%.

Com novo motor Tier III de 84 hp, a estrutura do modelo teve o chassi alongado em 50 mm para garantir melhor estabilidade na operação, mantendo um raio de giro reduzido para manobras em espaços restritos.

O sistema de freio conta agora com duplo acionamento e proteções de fábrica para os discos, visando maior segurança na operação. A transmissão também foi melhorada com introdução de componentes de fornecedores de nível mundial em todos os rolamentos.

Segundo a empresa, o novo projeto do capô metálico promete otimizar o conforto acústico, enquanto a cabine recebeu melhorias e traz ar condicionado, assento ergonômico, painel com instrumentos e indicadores integrados, além de joystick com alta precisão em todos os movimentos.

Já o modelo SEM636D oferece capacidade de 3 t e motor Cummins Tier III de 130 hp, além de também trazer caçambas Performance Series, com 110% de fator de enchimento e capacidades entre 1,5 e 2,5 m3, informa a empresa.

Mercado

Os lançamentos integram os esforços do grupo Caterpillar para para elevar as vendas da marca SEM, que oferece preços e custo de manutenção mais baixos. A expectativa para este ano é de, no mínimo, acompanhar o crescimento do mercado brasileiro, estimado em 10% a 15%.

Com os novos produtos, a Caterpillar, considerada líder global em máquinas de construção, e a marca SEM, que completa 60 anos em 2018, querem complementar o portfólio do grupo no país. “Oferecemos produtos com um bom custo-benefício, o que é essencial especialmente em um momento pós-crise, em que o cliente ficou muito mais criterioso”, afirma Cristiano Trevizam, gerente comercial e principal executivo da SEM na América Latina.

Ele conta que a marca estreou no Brasil em 2009, quando o mercado de construção local estava a pleno vapor, com diversas marcas entrando no país. “Mas com o passar do tempo, muitas empresas foram embora”, relata. “E como a SEM é uma marca da Caterpillar, o mercado entendeu que temos um projeto de longo prazo no país”, complementa.

O executivo se mostra otimista com as perspectivas de recuperação da economia brasileira que, segundo el,e deve ocorrer, em princípio, pelo retorno do consumo das famílias. “O cenário para investimentos em infraestrutura ainda está um pouco nebuloso, mas o consumo já está voltando. Muitos dos nossos clientes dependem do varejo, como por exemplo, armazéns de materiais de construção”, pontua Trevizam.

Produzidas nas fábricas da Caterpillar na China, as máquinas da SEM prometem custo mais baixo de aquisição e de manutenção, porém, com a chancela do grupo norte-americano. “Nossos produtos são projetados e desenvolvidos pela Caterpillar, mas com um custo mais acessível”, ressalta o executivo.

 

 

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral