FECHAR
FECHAR
02 de junho de 2020
Voltar

TENDÊNCIAS

NSK apresenta tecnologia de autocompensador vedado para mineração

Solução foi desenvolvida para aplicação em tambores de correias transportadoras, muito suscetíveis aos elevados níveis de contaminação de minérios
Fonte: Assessoria de Imprensa

A NSK, fabricante de rolamentos traz ao mercado brasileiro o autocompensador vedado, produto que atende as exigências mais severas impostas pelo segmento de mineração.

Com o objetivo de prover proteção adicional aos rolamentos por meio de um sistema de vedação eficiente, o produto pode ser aplicado em Tambores de Correias Transportadoras, muito suscetíveis a elevados índices de contaminação dos minérios.

O autocompensador está em processo de homologação no Brasil, mas já é utilizado em mercados como Austrália e em alguns clientes da NSK dos EUA.

Além do sistema de vedação, utiliza um tipo de aço que é patente exclusiva, chamado de Tecnologia TF, baseada na liga especial e no processo de tratamento térmico (carbonitretação). Todo o conjunto garante, na prática, uma vida útil do rolamento até 3,5 vezes maior em comparação a uma peça de configuração padrão.

“Sem dúvidas, esta união de tecnologias de vedação e liga especial de tratamento térmico diferenciado, confere não só maior durabilidade, mas, também, uma performance excepcional quando aplicada em ambientes com altos índices de contaminação. Estas vantagens nos ...


A NSK, fabricante de rolamentos traz ao mercado brasileiro o autocompensador vedado, produto que atende as exigências mais severas impostas pelo segmento de mineração.

Com o objetivo de prover proteção adicional aos rolamentos por meio de um sistema de vedação eficiente, o produto pode ser aplicado em Tambores de Correias Transportadoras, muito suscetíveis a elevados índices de contaminação dos minérios.

O autocompensador está em processo de homologação no Brasil, mas já é utilizado em mercados como Austrália e em alguns clientes da NSK dos EUA.

Além do sistema de vedação, utiliza um tipo de aço que é patente exclusiva, chamado de Tecnologia TF, baseada na liga especial e no processo de tratamento térmico (carbonitretação). Todo o conjunto garante, na prática, uma vida útil do rolamento até 3,5 vezes maior em comparação a uma peça de configuração padrão.

“Sem dúvidas, esta união de tecnologias de vedação e liga especial de tratamento térmico diferenciado, confere não só maior durabilidade, mas, também, uma performance excepcional quando aplicada em ambientes com altos índices de contaminação. Estas vantagens nos distanciam da concorrência de forma bastante acentuada”, explica Ricardo Oliveira, Supervisor de Eng. de Aplicação Aftermarket da NSK Brasil.

Outras soluções em mineração
Como a capacidade de carga também é um aspecto muito importante no segmento, a NSK também investe no desenvolvimento de outras soluções exclusivas para atendimento de necessidades com este foco, como:

Peneiras Vibratórias: Tecnologia VS, que confere dimensionais otimizados para alojamento e eixo, aliado com Folga Radial de fabricação classe C4 e gaiola de latão (que abosorve energia mecânica, no caso vibrações mecânicas) de alta resistência mecânica e resistência a desgaste;

Britadores: Tecnologia HPS, que confere otimização de diâmetro de Pistas de Rolagem e diâmetro dos elementos rolantes, além de também contar com gaiola de alta resistência (aço ou latão).

“Isso traz ganhos na capacidade deste rolamento para suportar maiores esforços mecânicos”, diz Oliveira.

Inovação, tecnologia e serviços
A NSK conta com o Centro Tecnológico Brasileiro (Brazilian Technology Center – BTC), sendo a única marca com este tipo de proposta instalada na América Latina, afirma o executivo.

O BTC oferece suporte técnico para análise de rolamentos e realização de testes de homologação de produtos dos setores industrial e automotivo há mais de 10 anos.

Outro ponto de destaque é o Programa de Gerenciamento de Ativos (AIP), que é uma prestação de serviços da NSK através de sua rede de distribuidores autorizados, utilizando recursos de engenharia para melhoria de produtividade e confiabilidade com foco em rolamentos aplicados e seus periféricos, com ações como mapeamento das plantas, auditoria de estoque e manutenção, conversão de códigos estratégicos, revisão de engenharia, treinamentos dedicados e a mais nova modalidade, a repotencialização de rolamentos.