FECHAR
FECHAR
25 de fevereiro de 2020
Voltar

EMPRESAS

New Holland Construction celebra 70 anos com otimismo

Empresa foca na inovação e no desenvolvimento de conceitos e sistemas que visam contribuir para a produtividade efetiva dos maquinários
Fonte: Redação M&T

Ao completar 70 anos no mercado brasileiro, a New Holland Construction, acredita em um cenário mais positivo e animador para 2020 no setor da construção.

Para 2020, afirma Paula Araújo (foto) vice-presidente da New Holland Construction para a América do Sul, a marca tem expectativa de crescimento de 10%, seguindo a tendência dos resultados apresentados pelo estudo de mercado da Sobratema – Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração.

“Os segmentos da economia que irão impulsionar as vendas dos equipamentos da marca são o mercado de construção, locação e agrícola”, diz.

Ao longo dessas 7 décadas, comenta Paula, a fabricante passou por diversas transformações e fatos relevantes. A empresa, comenta, foi responsável por lançar a primeira escavadeira hidráulica do Brasil, o modelo S90, em 1973.

Mais recentemente, em 2017, conforme aponta a executiva, a fabricante contou com um aporte de R$35,5 milhões, e a introdução de seis novos modelos de escavadeira Série C EVO de 13 toneladas a 50 toneladas, ampliando assim o portfólio da marca no país.

Para o futuro, a tecnologia será o grande diferencial presente nos projetos da empresa, por isso, em 2018, foi lançada a retr...


Ao completar 70 anos no mercado brasileiro, a New Holland Construction, acredita em um cenário mais positivo e animador para 2020 no setor da construção.

Para 2020, afirma Paula Araújo (foto) vice-presidente da New Holland Construction para a América do Sul, a marca tem expectativa de crescimento de 10%, seguindo a tendência dos resultados apresentados pelo estudo de mercado da Sobratema – Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração.

“Os segmentos da economia que irão impulsionar as vendas dos equipamentos da marca são o mercado de construção, locação e agrícola”, diz.

Ao longo dessas 7 décadas, comenta Paula, a fabricante passou por diversas transformações e fatos relevantes. A empresa, comenta, foi responsável por lançar a primeira escavadeira hidráulica do Brasil, o modelo S90, em 1973.

Mais recentemente, em 2017, conforme aponta a executiva, a fabricante contou com um aporte de R$35,5 milhões, e a introdução de seis novos modelos de escavadeira Série C EVO de 13 toneladas a 50 toneladas, ampliando assim o portfólio da marca no país.

Para o futuro, a tecnologia será o grande diferencial presente nos projetos da empresa, por isso, em 2018, foi lançada a retroescavadeira conceito B95B Acessível, wi fi e biometria para máquinas de construção, apresentada como conceito, na pá carregadeira W190B Conecta, em que o operador pode acessar a cabine da máquina e acionar a ignição do motor com apenas um toque, por meio de um tablet ou smartphone, além do foco na sustentabilidade, com destaque para o desenvolvimento de combustíveis alternativos. “A mecanização industrial e de campo vem acontecendo de forma rápida”, diz.

Produtos
A fábrica, única unidade brasileira da New Holland Construction, está localizada em Contagem, MG, conta com capacidade produtiva de 10 mil máquinas, trabalhando atualmente em dois turnos.

“Nesse momento operamos com 60% da nossa capacidade produtiva”, afirma a vice-presidente.

A fábrica, que recentemente alcançou a meta de Aterro Zero, tratando 100% dos resíduos, aproveitando-os em sua totalidade, produz três modelos de tratores de esteira, dois modelos de retroescavadeiras, quatro de pás-carregadeiras, três modelos de motoniveladoras, além de oito modelos de escavadeiras, sendo seis produzidas localmente, e também atuando na importação de miniescavadeiras vindas da Itália e minicarregadeiras, dos EUA, totalizando sete linhas de produtos presentes no mercado brasileiro.

Segundo a vice-presidente, conforme dados da Sobratema, o Brasil, para 2020 contará com a produção de 19.700 máquinas, uma retomada recente especialmente por conta da estabilização da taxa de juros, trazendo uma maior confiança para o investidor, além claro, da necessidade do país em investimentos em infraestrutura, de forma geral, especialmente na pavimentação de rodovias, principal forma de transporte e escoamento de mercadorias.

Para 2020, comenta a executiva, a empresa não terá um lançamento especifico, mas, conta com atualizações de produtos, adaptações das versões existentes, assim como a implementação de novas tecnologias, visando otimizar as atividades produtivas.