FECHAR
FECHAR
12 de setembro de 2018
Voltar

Inovação

Mercedes-Benz do Brasil investe em caminhões e ônibus elétricos e autônomos

Seguindo o posicionamento estratégico global da Daimler, veículos elétricos e autônomos chegarão ao Brasil atrelados a soluções de tecnologia, conectividade e serviços
Fonte: Assessoria de Imprensa

Em total alinhamento com o posicionamento estratégico global da Daimler, a Mercedes-Benz do Brasil se prepara, cada vez mais, para a introdução de caminhões e ônibus elétricos e autônomos no país.

Com os avanços no rumo dos caminhões e ônibus elétricos e autônomos no país, a Mercedes-Benz do Brasil se alinha à estratégia global CASE (Connected, Autonomous, Shared & Services e Electric) do Grupo Daimler, que responde às futuras demandas da indústria automotiva.

Para o segmento de caminhões, como exemplo de aplicação de tecnologias avançadas, a empresa cita a conectividade dos dados gerados por caminhões da marca e interpretados pelo sistema de gestão de frota e rastreamento Fleetboard, que são a base para a inteligência do transporte e também fundamentais para veículos autônomos.

Como decorrência, esses inovadores veículos chegarão ao mercado nacional atrelados a um conjunto de soluções de tecnologia, conectividade e serviços, a fim de tornar esses produtos viáveis do ponto de vista técnico, econômico e ambiental, com a qualidade e a confiabilidade próprias da marca.

“Quando os clientes pedirem e o mercado estiver suficientemente maduro para operar com caminhões e ônibus elétricos e autônomos, nós estaremos prontos para atender todas as suas demandas, com produtos e serviços que assegurem eficiência, produtividade, custo operacional adequado e a rentabilidade desejada”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Peças & Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

“Pela facilidade de recarga das baterias nas cidades, acreditamos que os primeiros veículos elétricos serão do segmento de leves em aplicações de distribuição urbana”, informa o executivo.

“Isso igualmente acontece com os ônibus elétricos, que também irão operar inicialmente no transporte coletivo urbano. Conforme o desenvolvimento do mercado, a oferta de elétricos avançará para outros segmentos e aplicações rodoviárias”.

De acordo com esse posicionamento, cada um dos pontos (conectividade, direção autônoma, compartilhamento & serviços e sistemas de propulsão elétrica) tem potencial de mudar a indústria em sua essência. A revolução real, porém, está em conectar inteligentemente esses quatro pilares.

Na visão da empresa, não basta apenas fornecer caminhões e ônibus elétricos e autônomos, mas sim um pacote completo de produtos e serviços que ajudem os clientes a alcançar os resultados previstos e a rentabilidade esperada.

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral