FECHAR
FECHAR
17 de dezembro de 2019
Voltar

RESULTADOS

Indústria de implementos deve fechar 2019 com aumento de até 25% nas vendas

O setor registrou um aumento superior aos 15% projetados no início do ano pela Anfir
Fonte: Assessoria de Imprensa

A indústria de implementos rodoviários, que serve como um bom indicador da melhora da economia brasileira deve encerrar 2019 com aumento de até 25% nas vendas em relação a 2018, superior aos 15% projetados no início do ano pela Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir).

Uma das maiores empresas de implementos do país para o segmento leve, a 4Truck, colhe os resultados do bom momento. A indústria, sediada em Guarulhos, vem alcançando resultados expressivos desde 2017, e para manter a rota de crescimento, inaugurou oficialmente sua nova sede, agora com 12 mil m².

A mudança foi necessária em virtude das vendas, que cresceram de tal forma que deixou o antigo espaço pequeno demais para a produção e estocagem de veículos prontos para implementar.

“Para se ter uma ideia, até o final de dezembro, nossa produção anual terá saltado 88% em comparação a 2017”, destaca o CEO da 4Truck, Osmar Oliveira. Já a produção de unidades móveis terá crescido 300%.

Na nova sede, afirma o executivo, a empresa investiu aproximadamente R$ 1 milhão e a previsão é de injetar, pelo menos, mais R$ 500 mil em 2020.

“Vamos adquirir mais algumas máquinas para otimizar nossa produ&...


A indústria de implementos rodoviários, que serve como um bom indicador da melhora da economia brasileira deve encerrar 2019 com aumento de até 25% nas vendas em relação a 2018, superior aos 15% projetados no início do ano pela Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir).

Uma das maiores empresas de implementos do país para o segmento leve, a 4Truck, colhe os resultados do bom momento. A indústria, sediada em Guarulhos, vem alcançando resultados expressivos desde 2017, e para manter a rota de crescimento, inaugurou oficialmente sua nova sede, agora com 12 mil m².

A mudança foi necessária em virtude das vendas, que cresceram de tal forma que deixou o antigo espaço pequeno demais para a produção e estocagem de veículos prontos para implementar.

“Para se ter uma ideia, até o final de dezembro, nossa produção anual terá saltado 88% em comparação a 2017”, destaca o CEO da 4Truck, Osmar Oliveira. Já a produção de unidades móveis terá crescido 300%.

Na nova sede, afirma o executivo, a empresa investiu aproximadamente R$ 1 milhão e a previsão é de injetar, pelo menos, mais R$ 500 mil em 2020.

“Vamos adquirir mais algumas máquinas para otimizar nossa produção e aumentar a capacidade de entrega, em especial na movimentação interna e conformação de metais, como aço e alumínio; além de desembolsos na melhoria dos processos internos e aquisição de um novo sistema integrado de gestão”, completa Oliveira.

Diante da perspectiva do mercado e confiante no resultado das ações previstas, a 4Ttruck projeta crescer mais 20% em 2020.

“É uma meta inicial conservadora, que pretendemos buscar considerando fatores como estrutura mais espaçosa e confortável, treinamento da equipe, novas máquinas e equipamentos, e uma carteira reforçada de grandes frotistas e transportadores, animados com os sinais do mercado”.

Quanto à contratação de mão de obra para o próximo ano, o gestor também pontua. “Aumentamos nosso quadro em 15% neste 2º semestre de 2019, e pretendemos aumentar outros 20% no 1º semestre do próximo ano. Temos mais espaço e bom volume de pedidos em carteira”, finaliza Oliveira.