FECHAR
06 de maio de 2019
Voltar

TENDÊNCIAS

Governo de SP quer identificar 161 mil km de estradas rurais

A intenção é facilitar entrega de maquinário agrícola e facilitar o acesso a serviços disponibilizados pelo Estado
Fonte: Globo Rural

O Governo de São Paulo, em parceria com a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio (Fundepag), prepara o lançamento do projeto Rotas Rurais, que irá realizar o mapeamento e endereçamento de todas as estradas rurais do estado.

Ao todo, serão 161 mil km de vias identificadas por nome e número. Os dados eletrônicos, posteriormente, poderão ser acessados por aplicativo de celular, a exemplo dos que já existe para vias urbanas.

Com a medida, o governo pretende facilitar o acesso das empresas fabricantes de máquinas agrícolas.

Com informação precisa da localização de cada propriedade rural, as entregas dos veículos serão mais rápidas e eficientes.

Entidade que reúne indústrias de maquinário agrícola, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) é patrocinadora do projeto.

A venda de máquinas agrícolas e rodoviárias no mercado doméstico cresceu 7% em março deste ano com relação ao mesmo período de 2018. Foram comercializadas 3,7 mil unidades, segundo a Anfavea.

Na comparação com fevereiro, o dado mostra crescimento de 31,6%. No primeiro trimestre, as vendas somaram 9,2 mil unidades, alta de 23,5% em relação a igual intervalo do ano passado.

Além de fomentar as vendas do agronegócio, o cidadão também terá, com endereço preciso, mais facilidade para solicitar os serviços públicos, como chamadas de emergência para o Corpo de Bombeiros, por exemplo, ou para atendimentos ambulatoriais.

Segundo Gustavo Diniz Junqueira, secretário de Estado de Agricultura e Abastecimento, o objetivo do programa é colocar em prática a isonomia, princípio que estabelece que todos são iguais perante a lei.

“É garantir que todos os cidadãos, produtores ou não, sejam iguais de fato, não só na Constituição”, diz.

Após o mapeamento, os dados servirão como base para investimentos do governo nas diversas áreas.

A Fundepag fará a gestão técnica do projeto e, para isso, assinará um acordo de cooperação com a Secretaria de Estado de Agricultura.

Segundo Ricardo Mariano, presidente da Fundação, a modelagem permitirá que outros patrocinadores se juntem à Anfavea ao longo da execução. Os trabalhos não tem data para serem concluídos.

Para Antonio Megale, presidente da Anfavea, a parceria será fundamental para incentivar a atuação do setor produtivo no estado e poderá servir de modelo para sua realização nos demais estados do Brasil.