FECHAR
FECHAR
06 de março de 2018
Voltar

Espaço Sobratema

Fundador da Randon morre aos 88 anos

Ao lado do irmão Hercílio, fundou em 1949 uma ferraria e fez da Randon uma das maiores fabricantes do mundo de retroescavadeiras, reboques, caminhões especiais e autopeças
Fonte: Assessoria de Imprensa

O empresário Raul Anselmo Randon morreu na noite de sábado aos 88 anos, após complicações de uma cirurgia feita em dezembro.

Ao lado do irmão Hercílio, fundou em 1949 uma ferraria e fez da Randon uma das maiores fabricantes do mundo de retroescavadeiras, reboques, caminhões especiais e autopeças com receitas de R$ 3 bilhões (em 2017, até setembro).

O grupo Randon é composto por nove empresas e tem 7.800 funcionários no Brasil e no exterior.

Raul Randon deixa a esposa, Nilva D’Agostini Randon, com quem fora casado por 62 anos, cinco filhos, dez netos e uma bisneta.

Descendente de italianos, nasceu na cidade catarinense de Tangará, mas fez a vida e os negócios no Rio Grande do Sul. Era figura conhecida no Estado e especialmente em Caxias do Sul.

Raul teve origem humilde e começou a trabalhar cedo, aos 14 anos, na oficina do pai.

Até setembro do ano passado, ele ia praticamente todos os dias na empresa. Mas, a partir de outubro sua rotina passou a ser pontuada por visitas aos consultórios médicos, diz o atual presidente da Randon, David Randon, filho de Raul.

“Ele sempre foi a base de tudo na empresa, uma referência, uma pessoa que apostava nos sonhos de todos que estavam ao seu lado, seja da família ou um funcionário.”

Raul marcou presença em inúmeras atividades associativas empresariais e comunitárias, sendo o idealizador, fundador, primeiro Presidente e Presidente de Honra da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir).

Produção editorial: Revista M&T – Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral