FECHAR
FECHAR
23 de fevereiro de 2021
Voltar

Exportações de minério de ferro do Brasil cresceram 9% em janeiro

Saíram dos portos brasileiros 29 milhões de toneladas do produto, a um preço médio de US$ 94,70 por tonelada. Em janeiro do ano passado, o valor era de 65,20 dólares a tonelada
Fonte: Assessoria de Imprensa

O mês de janeiro registrou uma alta de 9% na quantidade de minério de ferro exportado do Brasil para o exterior, tendo por comparação o mesmo período do ano passado, segundo dados do Ministério da Economia.

Saíram dos portos brasileiros 29 milhões de toneladas do produto, a um preço médio de US$ 94,70 por tonelada. Em janeiro do ano passado, o valor era de 65,20 dólares a tonelada.

Os dados relativos a janeiro deste ano em comparação com 2020 indicam uma tendência de alta nas exportações de produtos minerais, tal como ocorreu ao longo do ano passado.

Em 2020 houve uma elevação de 2% no volume de produtos minerais exportados, conforme o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram).

Ao longo de 2020, o faturamento do setor alcançou a casa dos US$ 209 bilhões. A China, que já era o principal destino da matéria-prima, reforçou a sua posição: a margem direcionada ao país asiático pulou dos 62% em 2019 para 72% no ano passado.

Segundo o superintendente do Grupo MBL, Jerri Alves, a produção brasileira não foi afetada pela crise provocada pela Covid-19, e em 2021 a tendência ainda é de crescimento.

“Existe uma demanda contínua pelo minério de ferro brasileiro, que não...


O mês de janeiro registrou uma alta de 9% na quantidade de minério de ferro exportado do Brasil para o exterior, tendo por comparação o mesmo período do ano passado, segundo dados do Ministério da Economia.

Saíram dos portos brasileiros 29 milhões de toneladas do produto, a um preço médio de US$ 94,70 por tonelada. Em janeiro do ano passado, o valor era de 65,20 dólares a tonelada.

Os dados relativos a janeiro deste ano em comparação com 2020 indicam uma tendência de alta nas exportações de produtos minerais, tal como ocorreu ao longo do ano passado.

Em 2020 houve uma elevação de 2% no volume de produtos minerais exportados, conforme o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram).

Ao longo de 2020, o faturamento do setor alcançou a casa dos US$ 209 bilhões. A China, que já era o principal destino da matéria-prima, reforçou a sua posição: a margem direcionada ao país asiático pulou dos 62% em 2019 para 72% no ano passado.

Segundo o superintendente do Grupo MBL, Jerri Alves, a produção brasileira não foi afetada pela crise provocada pela Covid-19, e em 2021 a tendência ainda é de crescimento.

“Existe uma demanda contínua pelo minério de ferro brasileiro, que não será interrompida pelo novo Coronavírus. A construção civil e a indústria de base, que estão diretamente ligadas à mineração, demonstram ter um ritmo próprio de desenvolvimento e expansão. São setores que caminham no compasso da necessidade do mercado internacional, diferentemente de outros segmentos”, avalia.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159 - Fax (11) 3662-2192

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade