FECHAR
FECHAR
27 de outubro de 2020
Voltar

Deutz inaugura linha de montagem de última geração na Alemanha

Processos de produção das séries de motores 2.2, 2.9 e 3.6 se beneficiam da nova configuração fabril da nova linha de montagem em Colônia
Fonte: Assessoria de Imprensa

A Deutz inaugurou oficialmente uma nova linha de montagem em sua fábrica em Colônia, na Alemanha. Com a linha de montagem nº5, os processos de produção das séries de motores 2.2, 2.9 e 3.6 passam a se beneficiar de uma nova configuração, tornando-se mais aerodinâmicos e aumentando a capacidade geral. No futuro, o local montará motores diesel, a gás e bicombustível, informa a fabricante.

Projetada para otimizar o fluxo de materiais, a nova linha de produção conta com sistemas de veículos totalmente automatizados, que são usados para transportar materiais diretamente para a linha de montagem. Os materiais são então pré-montados e movidos para as estações de trabalho apropriadas.
“Uma alta taxa de produção será alcançada graças a um sistema de fluxo, permitindo que o trabalho ocorra em mais de 70 estações de montagem onde os componentes e módulos pré-montados são colocados juntos”, comenta a empresa em nota.

A nova linha de montagem final também ajudou a empresa a minimizar os riscos de processos. O projeto aplica um conceito de qualidade de ponta a ponta, que inclui o monitoramento de todos os processos de conexão roscada, uso de câmeras para documentar etapas críticas de montagem e apoio de robô...


A Deutz inaugurou oficialmente uma nova linha de montagem em sua fábrica em Colônia, na Alemanha. Com a linha de montagem nº5, os processos de produção das séries de motores 2.2, 2.9 e 3.6 passam a se beneficiar de uma nova configuração, tornando-se mais aerodinâmicos e aumentando a capacidade geral. No futuro, o local montará motores diesel, a gás e bicombustível, informa a fabricante.

Projetada para otimizar o fluxo de materiais, a nova linha de produção conta com sistemas de veículos totalmente automatizados, que são usados para transportar materiais diretamente para a linha de montagem. Os materiais são então pré-montados e movidos para as estações de trabalho apropriadas.
“Uma alta taxa de produção será alcançada graças a um sistema de fluxo, permitindo que o trabalho ocorra em mais de 70 estações de montagem onde os componentes e módulos pré-montados são colocados juntos”, comenta a empresa em nota.

A nova linha de montagem final também ajudou a empresa a minimizar os riscos de processos. O projeto aplica um conceito de qualidade de ponta a ponta, que inclui o monitoramento de todos os processos de conexão roscada, uso de câmeras para documentar etapas críticas de montagem e apoio de robôs colaborativos em processos individuais.

Os motores são verificados posteriormente por meio de um teste a frio, que é integrado ao fluxo de trabalho. Segundo a fabricante, a introdução do teste a frio para motores com capacidade inferior a 4 litros traz reduções duradouras no tempo de montagem e no consumo de combustível na fábrica.

Já a simulação virtual permite que os processos de produção sejam otimizados também para os funcionários, levando em conta especialmente aspectos ergonômicos e de saúde e segurança.

"Estamos encantados por ter colocado em funcionamento nossa nova linha de montagem ultramoderna em nossa unidade de Colônia", comemora o CEO da Deutz, Frank Hiller.

“Orientado por processos, o projeto dessa linha nos permitirá utilizar nossos recursos internos ainda mais eficientemente e, portanto, aumentar consideravelmente nosso desempenho.”