FECHAR
FECHAR
28 de julho de 2020
Voltar

EMPRESAS

Eaton mantém previsão de crescimento para peças de reposição

Empresa vai aumentar portfólio dedicado a máquinas agrícolas já a partir deste mês
Fonte: Automotive Business

Com o bom momento do agronegócio, a Eaton mantém sua projeção de crescimento para o ano relacionada às vendas da linha Eaton Aftermarket Parts, componentes para o mercado de reposição de máquinas agrícolas, mesmo com os impactos da crise do Coronavírus na economia brasileira.

“As metas de crescimento que traçamos para a marca no início de 2020, quando anunciamos o lançamento, foram mantidas, mesmo com a chegada e o decorrer da crise da pandemia. Tivemos uma excelente aceitação do mercado”, comenta Fernando Piton, gerente de vendas nacional da Eaton.

O portfólio dedicado ao segmento foi lançado no início deste ano e atualmente conta com componentes para sistemas de transmissões que abrangem desde tratores de pequeno porte até máquinas mais pesadas como colheitadeiras, todos de diferentes fabricantes, aplicações e culturas.

Neste mês, a empresa aumentará o portfólio com 41 novos itens, totalizando 111 até agora. A previsão é que mais componentes sejam lançados ainda neste ano.

“A produção realizada no Brasil, na unidade da Eaton em Caxias do Sul (RS), garante que não há qualquer interferência de variações cambiais como acontece com outras marcas. Além disso, ...


Com o bom momento do agronegócio, a Eaton mantém sua projeção de crescimento para o ano relacionada às vendas da linha Eaton Aftermarket Parts, componentes para o mercado de reposição de máquinas agrícolas, mesmo com os impactos da crise do Coronavírus na economia brasileira.

“As metas de crescimento que traçamos para a marca no início de 2020, quando anunciamos o lançamento, foram mantidas, mesmo com a chegada e o decorrer da crise da pandemia. Tivemos uma excelente aceitação do mercado”, comenta Fernando Piton, gerente de vendas nacional da Eaton.

O portfólio dedicado ao segmento foi lançado no início deste ano e atualmente conta com componentes para sistemas de transmissões que abrangem desde tratores de pequeno porte até máquinas mais pesadas como colheitadeiras, todos de diferentes fabricantes, aplicações e culturas.

Neste mês, a empresa aumentará o portfólio com 41 novos itens, totalizando 111 até agora. A previsão é que mais componentes sejam lançados ainda neste ano.

“A produção realizada no Brasil, na unidade da Eaton em Caxias do Sul (RS), garante que não há qualquer interferência de variações cambiais como acontece com outras marcas. Além disso, contar com um suporte comercial próximo, garantir disponibilidade no mercado através de uma cadeia de distribuição atuante, e informações que podem ser encontradas em catálogos on-line são diferenciais relevantes que contribuem muito para o cliente”, completa Piton.

Segundo o executivo, os produtos também são exportados para outros países da América do Sul, inicialmente para Paraguai e Bolívia, além de já estarem disponíveis nos distribuidores autorizados que cobrem tanto o mercado nacional como nos demais países da região.