FECHAR
FECHAR
16 de janeiro de 2019
Voltar

Empresas

AngloGold Ashanti aprimora frota de subsolo

Dois novos jumbos, com investimento de R$ 10 milhões, foram adquiridos para operações de Minas Gerais
Fonte: Assessoria de Imprensa

Cerca de R$ 10 milhões foram investidos pela AngloGold Ashanti na aquisição de dois jumbos – modelos DD321-40C e Boomer M2C – para as operações da empresa em Santa Bárbara (Córrego do Sítio) e em Sabará (Cuiabá), ambas em Minas Gerais.

Os novos equipamentos contribuirão para melhorar os indicadores de produtividade e qualidade do processo nas frentes de desenvolvimento.

De acordo com Renato de Castro, diretor de Operações Córrego do Sítio, o primeiro deles, o DD321-40C, foi adquirido em julho de 2018 para Córrego do Sítio e já apresenta melhorias nos indicadores de rendimento de fogo e de redução do overbreak.

Em síntese, irá permitir uma ampliação da metragem na rampa Carvoaria e nas frentes desse corpo, o principal da unidade.

“Ele também vai aumentar a disponibilidade e confiabilidade da frota de jumbo, além de prover uma melhor produtividade e qualidade de perfuração, uma vez que virá com uma tecnologia embarcada superior aos demais equipamentos em operação”, explica o diretor de Operações Córrego do Sítio.

Com a aquisição, a unidade em Santa Bárbara passa a dispor de quatro jumbos de perfuração de frente e três jumbos de contenção.

As inovações tecnológicas do DD321-40C são muitas. Um exemplo é o Sistema TCAD, que permite ao operador visualizar pelo monitor da cabine de operação o plano de perfuração com os ângulos planejados, promovendo mais precisão e qualidade para o trabalho.

Ao final, um relatório compara o planejado com o realizado, o que ajuda nas análises sobre a perfuração e o rendimento da frente.

A mesma estratégia de reformulação da frota de jumbos foi executada na unidade em Sabará, com a aquisição do novo jumbo em outubro de 2017.

"O novo Boomer M2C – JE39 permitiu a aumento da metragem de desenvolvimento das rampas principais com auxílio da tecnologia de automação embarcada e do comprimento de perfuração. A expectativa é que o equipamento aumente a nossa produtividade, já que o sistema automatizado faz a leitura da navegação, traça o ponto, perfura e ainda emite um relatório sobre a qualidade da perfuração realizada", analisa Ricardo Assis, diretor de Operações Cuiabá

O Boomer M2C possui um comprimento das lanças 30% maior do que os equipamentos atuais, afirma Assis, o que permitirá um aumento na metragem desenvolvida, além de assegurar uma maior qualidade de perfuração nas frentes de desenvolvimento. Com ele, a Unidade passa a dispor de três jumbos de perfuração de frente e quatro jumbos de contenção.