FECHAR
FECHAR
31 de outubro de 2012
Voltar
Gestão de Ativos

Tecnologia otimiza gestão de frota de betoneiras

Empresa norte-americana oferece solução capaz de gerenciar o ciclo de trabalho dos equipamentos durante grandes operações de concretagem
Por Camila Waddington

Em grandes obras de concretagem, o dimensionamento da quantidade de caminhões-betoneira necessária para se alcançar a máxima produtividade das bombas de concreto na frente de serviço pode, muitas vezes, se revelar uma verdadeira incógnita.

Por esse motivo, a empresa norte-americana Command Alkon tem ofertado às concreteiras e construtoras um sistema voltado exclusivamente ao dimensionamento de frotas de betoneiras, sejam elas utilizadas em um grande empreendimento como construção de hidrelétricas ou mesmo no controle da destinação de concreto em obras urbanas. “A tecnologia realiza um controle operacional completo para esse tipo de frota e pode ser integrada ao monitoramento remoto por GPS”, explica Kleber Rodrigues Junior, diretor de vendas e operações da empresa para o Mercosul.

Segundo o executivo, a solução visa a ampliar a produtividade dos caminhões-betoneira, com o intuito de que a concreteira ou construtora possa reduzir a quantidade de equipamentos necessária para atender os grandes projetos de concretagem. Isso ocorre, como explica Rodrigues, porque o software realiza a distribuição das viagens de acordo com os horários de entrega da mistura apontados pelo planejamento operacional. “Os cálculos do sistema consideram variáveis do ciclo de cada viagem, como tempos de carga dos caminhões, tempo de viagem até a obra, descarga e retorno à central de concreto para novo ciclo”, diz ele.

Desse modo, durante a operação de despacho o software mostra ao usuário por meio de indicativos com padrões cromáticos o momento ideal para iniciar a carga nos caminhões. Em seguida, o sistema faz o acompanhamento do caminhão em cada estágio do ciclo de operação, alertando por meio de gráficos formatados a partir das informações enviadas pelo GPS o usuário sobre eventos inesperados que requerem atenção ou mesmo intervenção do operador.

Produtividade

As eventualidades registradas pelo sistema ficam disponíveis na tela do usuário, permitindo tomadas de decisão rápidas e precisas para o melhor aproveitamento da frota. “Quando há atrasos no tempo programado para o ciclo, o sistema corrige automaticamente o ciclo seguinte”, explica o diretor. “Além disso, após a operação, o sistema fornece diferentes relatórios para medição da produtividade da frota.”

Rodrigues observa que o acompanhamento remoto via GPS é um item opcional, que potencializa os indicativos presentes na solução padrão da Command Alkon. “Esse sistema também pode ser utilizado, sob os mesmos parâmetros de avaliação, para operações com agregados, asfalto e cimento”, conclui.