FECHAR
FECHAR
17 de agosto de 2015
Voltar
M&T Expo 2015

Portfólio de soluções

A cada três anos, feira reúne as principais novidades dos fabricantes de equipamentos para construção e mineração, impulsionando o desenvolvimento tecnológico do setor

Como sempre ocorre na M&T Expo, diversas empresas aguardaram o evento para apresentar suas novas linhas de produtos, visando a uma diversificação do portfólio e ao aumento da competitividade. E, nesta edição, não foi diferente. Confira nas próximas páginas a continuação da cobertura da edição de 20 anos, com destaques do que de melhor foi exibido entre os dias 9 e 13 de junho no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center.

ASFALTO

A LDA aproveitou a ocasião para divulgar a nova linha de usinas móveis de asfalto e solo da marca, que contam com tecnologia nacional e estão disponíveis por meio de Finame. De acordo com Gilnei Luz, diretor técnico da empresa, cada linha inclui três modelos montados sobre chassi. “As usinas de solo CCR estão disponíveis em versões de 200, 300 e 600 t/h”, afirmou. “Já os modelos de asfalto UAQ produzem 40, 80 e 120 t/h.” Segundo Luz, o maquinário conta com sistema de mistura de braços e palhetas no qual o próprio material cria proteção antidesgaste do corpo do misturador, evitando paradas e custos extras de produção para substituição das placas de revestimentos. “O equipamento pode ser montado em carreta de 19 m de comprimento, compatível com cavalo mecânico tipo toco ou trucado”, pontuou o especialista.

Na Lintec-Ixon, a novidade foi o início da produção nacional da usina de asfalto gravimétrica CSD 2500B, que agora pode ser adquirida via Finame/BNDES. Em seu estande, a empresa apresentou a “cabeça de série” da linha, que está sendo montada na unidade de Cachoeirinha (RS). O equipamento tem capacidade de 160 t/h de mistura de asfalto – podendo chegar a 180 t/h –, alcançando uma produção de 2,5 t por batelada. O modelo apresenta peneira vibratória de tecnologia convencional para uso móvel e fixo e trabalha com temperatura do gás de exaustão entre  90°C e 120°C. O silo de pedra a quente tem capacidade para 60 t e o silo de abastecimento de regenerado, de 45 t.

De acordo com Graciele Klein, executiva do marketing da empresa, o modelo tem design modular, com estrutura em contêineres marítimos ISO, o que facilita o transporte e a montagem em campo, além de customização da configuração, sem a necessidade de grandes alterações no layout da planta ou do canteiro de obras. “Esta usina utiliza tecnologia patenteada de tambor para secagem e peneiramento, que reúne os dois processos em um único, altamente eficiente”, disse Klein.