FECHAR
27 de outubro de 2011
Voltar
Mercado

Os planos da XGMA para o país

Com a expansão da rede de atendimento aos clientes, a fabricante chinesa se prepara para disputar maiores fatias do mercado brasileiro de equipamentos de terraplenagem

Após desembarcar no Brasil de forma tímida, a fabricante chinesa de equipamentos pesados XGMA se prepara para disputar uma fatia maior desse mercado e para se consolidar entre os principais fornecedores do setor. Para isso, sua rede de distribuidoras está ampliando a capilaridade e abrangência territorial, com a abertura de novos pontos de atendimento aos clientes, e a empresa aposta na competitividade da marca para se manter em ritmo de crescimento.

Contando atualmente com uma frota de cerca de 3.000 equipamentos em operação país, a empresa começou a experimentar maior ritmo de crescimento a partir de 2010. Para este ano, a meta estabelecida de 500 máquinas vendidas foi superada antes mesmo do último trimestre. O volume corresponde a toda a linha oferecida pela fabricante, que inclui escavadeiras hidráulicas, pás carregadeiras, rolos compactadores, retroescavadeiras, motoniveladoras, tratores de esteiras, minicarregadeiras e empilhadeiras.

Pelas estimativas de Rafael Ribeiro, diretor da Tractorbel Equipamentos, distribuidora da XGMA em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, alguns carros-chefes da linha atendem à maior parte da demanda em determinadas famílias de equipamentos. “No segmento de escavadeiras hidráulicas, cerca de 80% das vendas se concentram no modelo de 21 t de peso e, no caso dos rolos compactadores, em torno de 90% da demanda é pelos modelos da faixa de 10 t de peso”, diz ele.

Na última edição da feira M&T Peças e Serviços, em agosto passado, a empresa exibiu sete modelos de equipamentos da linha de movimentação de terra, incluindo as pás carregadeiras XG918, XG932III e XG958, com motor Cummins turboarrefecido, e a escavadeira XG822LC, equipada com motor Isuzu e bomba principal Kawasaki. A retroescavadeira XG765, a motoniveladora XG31651 e o rolo compactador XG6102 completaram a lista de equipamentos expostos e todos foram apresentados ao mercado em várias opções de financiamento e com atrativos prazos de pagamento.

Ribeiro ressalta que os equipamentos da marca, assim como os demais modelos chineses, destacam-se pela competitividade no custo de aquisição. Diante do aumento no leque de opção de equipamentos, os usuários podem exercer melhor sua escolha e até mesmo empresas que antes só operavam com máquinas usadas agora podem partir para a modernização de suas frotas. “Como as companhias chinesas chegaram ao Brasil praticando preços competitivos, as empresas tradicionais tiveram que baixar suas margens de lucro para acompanhar e isso foi bom para o consumidor”, ele afirma.