FECHAR
14 de novembro de 2019
Voltar
Pás Carregadeiras / Desempenho garantido

As caçambas também são determinantes para a produção do equipamento e, por isso, as suas configurações devem se adequar a cada tipo de aplicação, com modelos para escavação, movimentação, rocha, material leve e longo alcance.

Além da caçamba, modelo de pneu também influencia na configuração das pás

O volume é determinado pelo peso específico, granulometria do material e aplicação, sendo obtido a partir da carga de tombamento da máquina. “A norma ISO 14397-1 aponta que a carga nominal não deve exceder 50% da carga de tombamento totalmente articulada”, destaca Sassaki. “Logo, a capacidade da caçamba será a carga nominal dividida pela densidade do material empolado.”

Segundo ele, é importante salientar que as carregadeiras não são dimensionadas ou classificadas pelo peso operacional ou potência instalada, pois o valor a ser utilizado para dimensionamento da caçamba, conforme mencionado acima, é a carga de tombamento articulada, que representa a real capacidade da máquina. Além disso, a distribuição de peso da máquina pode definir o seu peso operacional, assim como a tecnologia empregada na hidráulica e no sistema de translação define a potência do motor.

Usuário deve buscar equilíbrio entre os aspectos técnicos e econômicos na escolha

“Quanto maior o peso operacional, maior será a necessidade de potência adicional para suportar o excesso de carga”, elucida Sassaki. “Da mesma forma, quanto menor a eficiência do sistema de translação e do sistema hidráulico, maior deve ser a potência instalada.”

PROJETO

Antes de adquirir ou alugar uma carregadeira, o empreiteiro precisa conhecer a necessidade de produção (m3/h), identificando corretamente o porte e a capacidade da máquina. Para tanto, devem ser consideradas algumas particularidades da aplicação, como densidade do material, condições do material (no banco ou solto), ciclo (em V ou de transporte) e condições de terreno.