FECHAR
FECHAR
10 de setembro de 2018
Voltar
Lançamento / Demanda por aplicação

O própósito, comenta Mendonça, foi desenvolver um número de cabinas que possa oferecer as funcionalidades corretas para todas as aplicações e demandas. Em comparação ao portfólio atual, a linha passa de sete para 19 tipos de combinações de cabinas, em variações das novas versões R, S, P e XT – esta última, desenvolvida para as operações severas e voltada para rodar em estradas em estado precário de conservação.

Outra novidade na cabina, voltada para a segurança do motorista, é a inserção de um airbag lateral, um recurso com potencial para reduzir em até 25% o número de fatalidades em acidentes por tombamento. “Além disso, o posicionamento do condutor foi realocado para que obtenha maior visão do entorno do veículo, enquanto o painel foi rebaixado”, ressalta o especialista. “Também há agora uma força maior de frenagem, tudo para ajudar a diminuir os acidentes.”

MOTORIZAÇÃO

Segundo Mendonça, economia de diesel pode chegar a 12% com as alterações no projeto

Em relação aos motores, a Nova Geração chega ao país com um novo motor padrão de 540 cv e 13 litros. Todavia, a gama de propulsores traz opções nas potências de 220, 280, 320, 410 e 500 cv. Ainda como novidade, um motor de 7 litros é específico para o segmento semipesado, oferecendo três diferentes possibilidades de potência: de 220, 250 e 280 cv.

Para diminuir o consumo, os ruídos e as emissões, os motores foram desenvolvidos com tecnologia de injeção de diesel de alta pressão com múltiplos pontos, além de receberem novos sistemas de gerenciamento e instalações. “Somando todas as alterações, a economia total de diesel pode chegar a 12%”, assegura Mendonça. “Só os novos motores, agora equipados com nova tecnologia de alta pressão, garantem até 8% de redução de consumo, em comparação aos motores da linha atual.”

Com foco no segmento de novos combustíveis, o lançamento inclui ainda outros cinco novos motores, dois movidos a GNV/biometano e três bioetanol. “A Scania não aposta em uma solução única e, por isso, desenvolvemos diferentes possibilidades de combustíveis”, argumenta o executivo. “Mas antes de adotar um tipo de combustível é preciso levar em conta sua disponibilidade, a infraestrutura e, ainda, se o ciclo completo desse combustível é verde realmente.”

ATENDIMENTO

Segundo a Scania, o conceito de caminhões personalizados possibilita a criação de cerca de 500 diferentes tipos de caminhões, com uma igualmente gama variada de peças. Assim, a fabricante também está mudando a forma de abordagem e seus vendedores, que passam a ser treinados visando a auxiliar os clientes nessas amplas combinações de produtos e serviços, tendo como base as necessidades reais de cada operação.