FECHAR
FECHAR
27 de abril de 2012
Voltar
Lançamento

Cummins apresenta nova linha de geradores

Equipamentos incorporam mudanças sugeridas pelo mercado, para melhor adequação à demanda de locadores que atendem à construção civil

A divisão Power Generation do grupo norte-americano anunciou o lançamento de uma nova linha de grupos geradores, que operam na faixa abaixo de 500 kVA de potência, para atender projetos de menor porte no setor de construção civil. O lançamento oficial aconteceu no final de março, junto aos distribuidores brasileiros, quando a fabricante apresentou os novos modelos, que incorporam modificações sugeridas pedidas pelos próprios dealers para melhor adequação dos produtos ao mercado.

De acordo com o diretor de vendas e marketing da Cummins Power Generation, Fausto Ferrari, a empresa convidou os distribuidores a participarem de uma pesquisa na qual foram pontuadas preferências para os grupos geradores da marca. Uma delas foi a inserção de um ponto único e central de içamento para facilitar o transporte dos equipamentos, com tolerância para suportar até quatro vezes o próprio peso. “O acesso externo aos painéis de energia com fácil conexão de cabos e maior controle de contenção de ruídos foi outra modificação”, diz ele.

Ainda no que tange ao transporte, os novos geradores mantiveram um encaixe para empilhadeiras. Durante o projeto, a empresa decidiu não investir em tecnologias para transporte em carretas, considerando as atuais condições precárias de muitas rodovias do país.

Quanto ao sistema de combustível, a nova linha segue as especificações de segurança da NR20, com tanques de até 3 mil l e autonomia de cerca de 10 h a carga plena, podendo ultrapassar 12 h caso seja utilizada carga menor (75%, por exemplo). “O sistema de contenção de fluídos, a possibilidade de realizar abastecimentos interna ou externamente e a adição de um pré-filtro de combustível com separador de água são outras características dos equipamentos”, diz Ferrari.

Novas funcionalidades

Os principais acionamentos de controle das máquinas continuam sendo por meio de botão de emergência externo para parada imediata, um disjuntor bipolar e a pré-disposição automática de partida ao detectar queda de energia. Todos os controles estão integrados em uma única placa, evitando tempo excessivo de manutenção e facilitando o estoque de peças de reposição. Os equipamentos também possuem acesso externo ao painel e controle de paralelismo para os modelos acima de 200 kW.

Os distribuidores podem ainda optar por acessóri


A divisão Power Generation do grupo norte-americano anunciou o lançamento de uma nova linha de grupos geradores, que operam na faixa abaixo de 500 kVA de potência, para atender projetos de menor porte no setor de construção civil. O lançamento oficial aconteceu no final de março, junto aos distribuidores brasileiros, quando a fabricante apresentou os novos modelos, que incorporam modificações sugeridas pedidas pelos próprios dealers para melhor adequação dos produtos ao mercado.

De acordo com o diretor de vendas e marketing da Cummins Power Generation, Fausto Ferrari, a empresa convidou os distribuidores a participarem de uma pesquisa na qual foram pontuadas preferências para os grupos geradores da marca. Uma delas foi a inserção de um ponto único e central de içamento para facilitar o transporte dos equipamentos, com tolerância para suportar até quatro vezes o próprio peso. “O acesso externo aos painéis de energia com fácil conexão de cabos e maior controle de contenção de ruídos foi outra modificação”, diz ele.

Ainda no que tange ao transporte, os novos geradores mantiveram um encaixe para empilhadeiras. Durante o projeto, a empresa decidiu não investir em tecnologias para transporte em carretas, considerando as atuais condições precárias de muitas rodovias do país.

Quanto ao sistema de combustível, a nova linha segue as especificações de segurança da NR20, com tanques de até 3 mil l e autonomia de cerca de 10 h a carga plena, podendo ultrapassar 12 h caso seja utilizada carga menor (75%, por exemplo). “O sistema de contenção de fluídos, a possibilidade de realizar abastecimentos interna ou externamente e a adição de um pré-filtro de combustível com separador de água são outras características dos equipamentos”, diz Ferrari.

Novas funcionalidades

Os principais acionamentos de controle das máquinas continuam sendo por meio de botão de emergência externo para parada imediata, um disjuntor bipolar e a pré-disposição automática de partida ao detectar queda de energia. Todos os controles estão integrados em uma única placa, evitando tempo excessivo de manutenção e facilitando o estoque de peças de reposição. Os equipamentos também possuem acesso externo ao painel e controle de paralelismo para os modelos acima de 200 kW.

Os distribuidores podem ainda optar por acessórios como dreno do cárter com válvula e registro, filtro de ar Heavy Duty para locais empoeirados e uma chave para desligar a bateria, evitando consumo desnecessário no caso dos geradores estarem inativos. Segundo Ferrari, o projeto da nova linha foi totalmente desenvolvido no Brasil, com índice de nacionalização superior a 60%.

A expectativa de produção inicial na fábrica de Guarulhos (SP), segundo ele, é de 600 a 700 unidades por ano. Os modelos são: o C65D2R, C110D2R, C200D2R e C300D2R, equipados com motores de 3.9 a 9 litros. Esses equipamentos podem ser aplicados em manutenção programada, em unidades móveis de geração de energia de emergência, em situações de cargas críticas e em eventos especiais. O prazo de entrega dos pedidos, segundo o executivo, gira em torno de sete semanas. O plano, ele garante, é diminuir esse prazo para entre quatro e cinco semanas.

A comercialização da nova linha está voltada ao mercado brasileiro, onde Ferrari afirma que cerca de 80% das unidades devem ser adquiridas pelo segmento de locadoras que atendem à construção civil. “O nosso sucesso está atrelado à distribuição e, para isso, estamos mantendo forte parceria com os distribuidores regionais”, ele finaliza.